A política na poesia de Ferreira Gullar

Por - Literatura | Nenhum comentário

MIGUEL CONDE – Folha de São Paulo RESUMO Enquanto os poemas de juventude de Ferreira Gullar eram impulsionados por uma perspectiva utópica, sua obra atual preza o efêmero. Reconhece-se, nessa poética que se quer menos ideológica, a opinião por ele expressada em artigos e entrevistas recentes de que existe no mundo uma ordem natural contra a qual não há que ir. * Num ensaio publicado em 1982, o crítico João Luiz Lafetá definiu...

Leia mais

O fio que dá sentido à vida

Por - Literatura | Nenhum comentário

Por MARIA RITA KEHL – Folha de São Paulo Damiana agradeceu o modesto socorro que lhe oferecemos e se afastou com a família. É uma mulher miúda, como seus parentes guaranis-kaiowás. No momento, lidera o que restou de sua aldeia: a filha dela, dois adolescentes de idade indefinida e três crianças, além do cachorrinho que só percebi porque ganiu quando alguém pisou nele, no escuro. O menino de oito anos segurava uma lança um pouco...

Leia mais

Supremo inova ao implantar ‘trânsito em julgado parcial’ – Por Hugo Leonardo

Por - Direito | Nenhum comentário

(…) os homens não orientam suas vidas por atos, mas por palavras. Eles não gostam tanto da possibilidade de fazer ou não fazer alguma coisa quanto da possibilidade de falar de diferentes objetos utilizando-se de palavras que convencionam entre si. Dessas, as que mais consideram são “meu” e “minha”, que aplicam a várias coisas, seres e objetos, inclusive à terra, às pessoas e aos cavalos. Convencionaram entre si que, para...

Leia mais

Fundamentação de decisões ainda não dá conta do básico – Por José Miguel Garcia Medina

Por - Direito | Nenhum comentário

Em determinados momentos da vida, nos damos conta de que nossa atenção fica muito tempo voltada a problemas difíceis, e deixamos de lado questões mais simples, ainda que corriqueiras. Tentando responder ao complexo, acabamos nos esquecendo do básico, sem nos dar conta de que, se não nos resolvermos em relação ao que é básico, dificilmente daremos conta do que é complexo. É o que ocorre, por exemplo, com o problema da...

Leia mais

Poema inédito de Manoel de Barros

Por - Literatura | Nenhum comentário

Da Folha de São Paulo A TURMA A gente foi criado no ermo igual ser pedra. Nossa voz tinha nível de fonte. A gente passeava nas origens.Bernardo conversava pedrinhas com as rãs de tarde. Sebastião fez um martelo de pregar água na parede. A gente não sabia botar comportamento nas palavras. Para nós obedecer a desordem das falas Infantis gerava mais poesia do que obedecer as regras gramaticais. Bernardo fez um ferro de engomar gelo. Eu...

Leia mais
Página 1 de 141234510