Protagonismo judicial e a máxima “Enquanto houver bambu, vai flecha”

Por - Blog | Nenhum comentário

Escrito por Lenio Luiz Streck Sabemos que uma lei (um texto legal-constitucional) não é uma coisa em si. Não se pode dizer que o sentido da lei se esgota em si mesmo. Isso é tão velho que Jonathan Swift já fez blague com isso em 1726, nas Viagens de Gulliver, quando conta que o “gigante” foi condenado à morte por ter salvado a rainha do incêndio. Como assim? Simples: para salvar sua majestade, ele urinou sobre o castelo. Havia uma...

Leia mais

O que grita dentro de nós

Por - Blog | Nenhum comentário

Fonte: Ivan Martins, da Época Diante do auditório lotado, o professor de psicanálise fala do inconsciente, usando um exemplo do cotidiano: o rapaz se aproxima da moça, que tem a intenção de fazer-se difícil. Mas, assim que ele começa a falar, ela enrubesce, e, quando tenta responder, gagueja. Talvez o rapaz não perceba, mas a conquista que ele almeja já aconteceu. O comportamento involuntário dela é uma confissão de...

Leia mais

Não existe sexo certinho

Por - Blog | Nenhum comentário

Fonte: Ivan Martins, da Época Não precisa ser Freud para notar que a sexualidade humana é coisa variada. Quem acha que na intimidade todo mundo é “normal” e “certinho” não percebeu o que acontece no quarto da mamãe depois que se apaga a luz. Ainda não sacou que nós, humanos, somos caixinhas de surpresa e de particularidades quando se trata de sexo – e que isso tem efeito profundo sobre a nossa vida sentimental. Amar, muitas...

Leia mais

Detrator ou delator? No limiar do “juridicamente aceitável”

Por - Blog | Nenhum comentário

Fonte: Hércules Fajoses, da Conjur Pouco tempo atrás uma grande amiga e colega de toga me presenteou com um livro chamado “A detração — breve ensaio sobre o maldizer”, do professor Leandro Karnal[1], leitura leve, mas nem por isso descompromissada. Na verdade, trata-se de um ensaio que busca comprovar que o ser humano, desde os primórdios, tende a falar mal dos seus semelhantes para almejar os mais variados escopos, desde uma...

Leia mais

Ataques íntimos

Por - Blog | Nenhum comentário

Fonte: Ivan Martins, da Época Chorando, a amiga ligou para contar que o ex-namorado a tinha insultado de forma terrível. Eles discutiam a propriedade de objetos que haviam comprado juntos, foram se irritando mutuamente com a falta de acordo, e ele, sentindo-se acuado, lembrou um episódio antigo da intimidade deles para desqualificá-la. Chocada, ela revidou como pôde, mas, assim que ficou sozinha, desabou. Ninguém é capaz de nos ferir como...

Leia mais

Intimidade instantânea

Por - Blog | Nenhum comentário

Fonte: Ivan Martins A intimidade tem muitas formas, e todas elas são essenciais. Precisamos da intimidade da família que nos ama, precisamos da intimidade dos amigos que nos conhecem, precisamos da intimidade dos amantes, cujos corpos se oferecem ao nosso sem pudor e sem constrangimento. A pessoa que se tornou íntima rompe o isolamento em que vivemos no interior de nós mesmos. Ela nos conta que estamos vivos com seu olhar, sua palavra, seu...

Leia mais

Eu entendo as mães de cachorro

Por - Blog | Nenhum comentário

Fonte: Ivan Martins, da Época Posso me lembrar, sem nenhum esforço, de meia dúzia de amigas que poderiam ter participado da campanha das “Mães de cachorro”, aquela que explodiu nas redes sociais no fim de semana passado, em paralelo aos festejos do Dia das Mães. Com uma mistura de deboche e sinceridade, algumas mulheres reivindicaram para si a condição de mães, uma vez que dedicam a seus bichos amor e desvelo comparáveis aos que as...

Leia mais
Página 3 de 29512345102030